DicasNegócios e Serviços

Aprenda a identificar dores nos cães e saiba como agir

Veterinário Dr. Lucas Silveira

Como os cães não falam e não podem avisar a seus tutores quando estão sentindo dor. O veterinário Dr. Lucas Silveira, dá dicas de como identificar sinais de dor no pet.

E ficar atento as possíveis causas de uma dor é necessário, pois o cão pode esconder aquela dor e quando você descobrir já vai ter se tornado algo muito pior.

Entre as muitas causas das dores estão: fase pós-cirúrgica, dependendo da cirurgia, ele pode sentir alguma dor, quedas, atropelamentos, esbarrar nos móveis e se machucar, alguma doença ou até mesmo pisar de mau jeito depois de pular.

O grau das dores caninas, são separadas em: dores leves, moderadas e graves e uma dor leve não tratada pode evoluir para uma grave, é mais fácil descobrir a dor moderada do que leve. Mas é comum que muitos tutores só notem que algo está errado quando a dor atinge seu estado grave após o cão se recusar a comer por alguns dias.

Dentre os sintomas de dor, podemos citar a postura e o caminhar como principais sinais de que o cão está com alguma dor, eles se curvam caso estejam com alguma dor de estômago, e podem começar a caminhar mais lentamente se não estiverem se sentindo bem.

Cães menores podem sim chorar se estiverem sentindo dor, eles costumam ser mais frágeis fisicamente, mas é necessário identificar se é dor ou outra causa. Os cães mais submissos possuem menos problemas em demonstrar que estão sentindo dores do que os mais dominantes.

Agressividade é comum. E geralmente é usada por cães assustados, como mecanismo de defesa diante muita dor. Vale lembrar que os cãezinhos mais dóceis podem reagir assim, mas não é regra, então eles também podem procurar o dono com uma postura mais entristecida, principalmente se desenvolveram uma relação de confiança muito forte com o tutor.

É bom lembrar que se o cãozinho demonstrou agressividade devido à dor, ele não se tornou um cão perigoso, apenas está assustado com a situação. Tocá-lo pode provocar uma mordida, então tente tranquiliza-lo antes de pegar nele para levar ao veterinário, se não conseguir é indicado chamar um veterinário até sua casa para evitar incidentes.

Quando ele se recusa a comer por dias então com certeza tem algo errado, fique atento se ele está comendo todos os dias, e se algum dos sinais anteriores já apareceu, isso pode significar uma dor. Agora se o cão apenas não está comendo a ração mas está tranquilo e buscando outros alimentos, como dando uma conferida no seu almoço, então pode ser só enjoo da ração.

Se o cão esfrega muito a pata no rosto, principalmente os que estão com mais ou menos 7 meses de vida, então o cãozinho pode estar com dor de dente, nesse caso observar se ele está com dificuldade de mastigar ou com sangramento na gengiva é muito importante.

Estar mais quieto ou ficar deitado por mais tempo podem ser sinais de dor. É muito importante observar seu cão para entender quando ele está dormindo por mais tempo ou se ele se apresenta mais cansado ou indisposto que o comum.

“Conhecemos melhor nosso cão, quando convivemos de verdade com ele. Quando podemos criar uma rotina de leva-los para passeios, os adestramos e brincamos com ele, passamos a entender o seu ritmo, e automaticamente estamos conhecendo nossos cães”, afirma Dr. Lucas.

“Quanto mais tempo pudermos interagir com nosso cão, melhor vamos conhecer o seu ritmo, do que ele gosta, como e quando ele prefere deitar, quais brinquedos e brincadeiras preferidas, quais os cheiros e sons que ele não resiste e sempre o vão fazer levantar animado. Assim você será capaz de identificar qualquer mudança no seu melhor amigo peludo”, conclui Dr. Lucas Silveira.

Equilíbrio Pet – Clínica Veterinária e Pet Shop

Endereço: Rua Vereador Elias Torres, 49 (Rua da Usina)

Telefone/Whatsapp: (81) 99684.7806 


Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *