Notícias

Cirurgia Plástica Estética e Reconstrutora é com Dr. Filipe Lafayette na FISIODERMO em Gravatá

O Brasil é um país vaidoso. E quando se trata de cuidados com o corpo, não existe crise. Sabendo disso fui conversar com o Cirurgião Plástico Dr. Filipe Lafayette que está atendendo na FISIODERMO e tem vasta experiência em cirurgia plástica estética e reconstrutora.

O Dr. Filipe Lafayette tem formação médica na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), cumpriu o programa de Residência em Cirurgia Geral no Hospital Getúlio Vargas, e Residência em Cirurgia Plástica no IMIP.

Para Dr. Filipe o sucesso e a segurança de todo procedimento cirúrgico dependem da sinceridade de cada paciente durante sua consulta. Ele afirma que: – ”Estamos falando da saúde do paciente, dos seus desejos e estilo de vida. E para que a cirurgia plástica corresponda as suas expectativas é essencial trabalharmos juntos com seriedade e informações reais”.

“- A cirurgia plástica não é fonte de salvação para todas as insatisfações estéticas, ela deve ser pensada com carinho, pois além dos riscos práticos de uma cirurgia, ela envolve o lado emocional do paciente. Vamos mudar algo que se convive com ele durante algum tempo. A função básica do cirurgião plástico é restaurar função de alguma parte do corpo, tanto na parte estética quanto na parte reconstrutiva”.

V.F.: O cirurgião plástico tem que ter um lado psicólogo?

F.L.: Sim. A cirurgia plástica é uma via de mão dupla, temos que entender o que o paciente deseja e, muitas vezes, ele não sabe externar esse desejo. O paciente que quer fazer uma cirurgia plástica, não pode apenas visar o que ele acha belo, tem todo um contexto.

V.F.: Então é normal um paciente procurar o cirurgião plástico sem saber exatamente que tipo de procedimento cirúrgico precisa fazer?

F.L.: Quem busca um cirurgião plástico tem um por quê. E esta é uma pergunta que como resposta não existe simplesmente o sim ou o não. É por esse motivo, que é essencial o paciente ser sincero na primeira consulta. Como o papel do cirurgião plástico é promover o bem estar com saúde, qualidade, ética e humanização. Após a primeira consulta, o paciente pode ouvir um ‘não’, por querer uma cirurgia desnecessária. Em outros casos, é recomendada uma cirurgia diferente daquela que o paciente tem na cabeça e que vai corresponder a sua expectativa, e tem hora que a cirurgia desejada pelo paciente é a opção correta.

V.F.: Qual/quais tipos de cirurgias plásticas Dr. Filipe Lafayette realiza?

F.L.: Minha especialização é em Cirurgia Plástica. Porém quando se faz cirurgia plástica, dependendo de qual residência e de qual serviço se faça, a pessoa se familiariza mais com uma cirurgia ou com outra. Como venho de uma residência que me deu uma amplitude de áreas bem interessante, tanto faço cirurgias estéticas como reparadoras. Além de uma experiência única na área crânio facial, oferecida pelo IMIP para proporcionar um melhor resultado cirúrgico, funcional e estético.

V.F.: Vamos então detalhar quais tipos de cirurgia plástica o Dr. Filipe Lafayette faz?

F.L.: Vamos sim.  Ritidoplastia (Plástica da Face), Blefaroplastia (pálpebras),, Lifting Frontal (Testa), Minilifting de Face,  Mentoplastia (Queixo), Otoplastia (Plástica da orelha), Rinoplastia (Plástica do nariz), Contorno Corporal, Abdominoplastia, Gluteoplastia (Implantes Glúteos), Panturrilhas(Implantes) Lifting Crural (Coxas), Lifting Braquial (Braços), Lipoaspiração, Lipoescultura, Preenchimentos Cutâneos, Toxina Botulínica (Botox), CIRURGIA PÓS-BARIÁTRICA (Ex-obesos), CORREÇÃO DE CICATRIZES, Ginecomastia, Mamoplastia de Aumento (Próteses de mama), Mamoplastia Redutora (Redução de Mamas), Mastopexia (Flacidez das Mamas, supensao com ou sem implantes), RECONSTRUÇÃO MAMÁRIA, QUEIMADURAS

V.F.: Onde os seus pacientes/clientes ou não da FISIODERMO realizarão os procedimentos cirúrgicos?

F.L.: Alguns procedimentos podem ser realizados a nível ambulatorial (no consultório), mas os cirúrgicos serão realizados em Hospitais.

V.F.: Existe idade recomendada para realizar a primeira cirurgia plástica?

F.L.: Sim. Dependendo principalmente de qual tipo de cirurgia. Como exemplo a cirurgia de lábio leporino, essas cirurgias podem ser realizada em pacientes com três meses de idade, mas nesse caso, é uma cirurgia reconstrutiva. Porém quando falamos da cirurgia estética, a idade do paciente é um fator primordial. Como no caso da cirurgia de mama, primeiro ela tem que se desenvolver por completo, geralmente até os dezesseis anos. Já as chamadas orelhas de abano podem ser realizadas a partir dos sete anos do paciente.

Quer saber mais sobre Dr. Filipe Lafayette e cirurgias plásticas? Ele atende na FISIODERMO todas as quintas-feiras, das 14:00 as 18:00 horas. Liga para 99725-5487 e agende sua consulta!

Valéria de Fátima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *