AgendaNegócios e Serviços

Desenvolvimento econômico é pauta de reunião entre Prefeitura e entidades

DSC_0002

Na manhã desta segunda-feira, 27, aconteceu na Pousada Casulo, o 1º Encontro de Empresários da Indústria de Gravatá, entre prefeitura, empresários, representantes de bancos, órgãos estaduais e agências de desenvolvimento.

DSC_0101

O encontro teve por objetivo conhecer os desafios enfrentados pelos empresários, saber quais os projetos disponíveis dos bancos, agências de desenvolvimento e órgãos estaduais, para estabelecer parcerias e estratégias, e fazer o cadastro de empresários, para trabalhar junto com a prefeitura e impulsionar o setor industrial de Gravatá, garantindo assim, a implantação de um pólo industrial, Cadastro Industrial do Município e linhas de crédito.

DSC_0114O prefeito Joaquim Neto cumprimentou e agradeceu a presença de todos, e disse: – “É muito importante estabelecer esse diálogo entre prefeitura e empresários, para conhecer as demandas e dificuldades, e juntos analisar o momento atual, para criar estratégias e tomar decisões acertadas, garantindo assim, o desenvolvimento do setor da indústria no município. E para que isso comece a acontecer, precisamos escutar os empresários da cidade. E esse, é um dos porquês deste encontro”.

Para os secretários de desenvolvimento econômico e planejamento – Indústria Marcone Bezerra e de Comércio Fernando Gomes, é motivador e fundamental numa manhã de segunda-feira, a presença de empresários de diversos segmentos e de representantes do Banco do Brasil, Santander, CAIXA, Bradesco, Banco do Nordeste, Sebrae, IEL, FIEPE e AD Diper, para estabelecer um canal de comunicação.

DSC_0016

“Pois, esse canal, vai nos permitir o diálogo para dar partida ao crescimento industrial de Gravatá, de valorizar essa e outras iniciativas, buscando o acesso a educação, instrução e conhecimento, de modo a expandir/ampliar a oferta de vagas de trabalho no mercado local”, disse o secretário executivo – Indústria, Marcone Bezerra.

DSC_0025

O secretário de desenvolvimento econômico e planejamento, Edson de Barros Carvalho, disse: – “É muito importante priorizarmos esse encontro, essa aproximação que tem por missão relacionar à indústria e à inovação, num processo de várias etapas e estruturação, que propõe um suporte aos empresários do município, oferecendo serviços num ambiente confortável. Para isso, teremos um espaço, onde será criado um distrito industrial”.

Na oportunidade, Fernando Zarzar, ICASA Plásticos, iniciou o diálogo e compartilhamento deDSC_0109 ideias dizendo: – “Gravatá precisa do apoio da prefeitura não apenas para manter-se, mas para crescer. A indústria hoteleira tem crescido muito, já a indústria dos móveis precisa de apoio, a indústria do artesanato precisa de máquinas e de gente capacitada. Então como é bom saber da criação desse distrito, pois precisamos de apoio. E a título de sugestão digo que em Gravatá, já existem pólos que devem ser fomentados para apoiar esse projeto, a ACIAG é um deles, pois já está na luta para que os empreendedores cresçam e sobrevivam a mais de cinquenta anos”

DSC_0131

Para a empresária e presidente da CDL, Valéria Bezerra: – “Esse encontro de atitude, representa o interesse da atual gestão, de estar junto aos empresários de uma cidade que tem um potencial muito grande, e que precisa de apoio. Pois ser empreendedor e administrador é totalmente diferente. É por isso que várias empresas abrem e rapidamente fecham”.

DSC_0163O empresário do Hotel Fazenda Portal de Gravatá, Eduardo Cavalcanti, disse: – “Faço parte da indústria, só que da indústria da hotelaria e turismo que não tem chaminé, acho muito oportuna essa iniciativa, principalmente porque nós precisamos de coisas básicas aqui na nossa indústria. É importantíssimo para Gravatá fazer um inventário, um cadastro industrial do potencial industrial do município, porque muitos compram o produto fora, por não saber que a cidade oferece. Outro detalhe importante na criação do distrito industrial é a união, iniciativa e visão. É trazer o turista pra cá e manter a sua renda e a do município. Uma coisa primordial nisso tudo é comunicação, botar a boca no trombone e dizer o que tá sendo produzido aqui, caso contrário ninguém vai comprar”.

Durante o evento, os representantes do Banco do Brasil, Santander, CAIXA, Bradesco, Banco do Nordeste, Sebrae, IEL, FIEPE e AD Diper, afirmaram que os bancos têm dinheiro, e que ele está disponível. E que a hora de aproveitar é agora, pois: “Todos os indicadores econômicos são de crescimento, pois já nesse ano o PIB volta a ser positivo, voltando a normalidade. Então é preciso analisar os investimentos e avançar”, disse o gerente da CAIXA, Taciano Nogueira.

Indiscutivelmente a oportunidade de crescimento foi gerada. Agora é imprescindível que o empresário se direcione a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, e se dê a oportunidade de fazer parte desse processo contínuo, Para aprender, trocar conhecimento e fazer o melhor para a sua indústria, com olhares mais amplos, ideias atualizadas e sonhos possíveis.

01 02 03 04 05 06 07

Valéria de Fátima

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *