Notícias

Em tempos de luta contra a Covid-19, o Coordenador da Vigilância Epidemiológica de Gravatá, Erik Tavares, fala dos serviços essenciais e do atendimento à população

Coordenador da Vigilância Epidemiológica de Gravatá, Erik Tavares

A pandemia do novo coronavírus causa uma grande pressão no Sistema de Saúde Municipal, fazendo com que se invista em serviços de pronto atendimento para garantir atendimento a toda população gravataense.

E, numa conversa com o Coordenador da Vigilância Epidemiológica de Gravatá, Erik Tavares, ele presta alguns esclarecimentos.

V&V: Quais serviços foram necessários implementar no combate ao novo coronavírus?

ERIK TAVARES: O Disk Covid, Centro de Testagem e o Centro de vacinação.

V&V: Quantos leitos disponíveis no Hospital Dr. Paulo da Veiga Pessoa para casos de baixa e média complexidade de coronavírus?

ERIK TAVARES: Temos 16 leitos para pacientes suspeitos e confirmados da Covid-19. E vamos disponibilizar nos próximos dias, de 10 leitos de UTI para atendimento de alta complexidade.

V&V: Quais mudanças foram realizadas nas unidades básicas de saúde, para atendimento exclusivo de casos suspeitos do novo coronavírus?

ERIK TAVARES: Em relação à Atenção Primária à Saúde – APS, as ações foram reorientadas como demonstrado em nota técnica. Essa nota técnica foi inicialmente feita em resposta a um dos Decretos do Governo Estado, como forma de reorientar as ações de saúde e garantir a continuidade dos serviços.

V&V: Temos serviço de tele atendimento para orientação e apoio de famílias e cuidadores de pessoas que estão em isolamento domiciliar?

ERIK TAVARES: Sim, o Disk Covid-19 fica com o trabalho educativo de orientação em saúde, além de atendimentos, marcações de exame e entrega de resultados. E temos também, uma equipe de profissionais para monitoramento dos pacientes dos casos (leves e graves), bem como a entrega de resultados e agendamento de exame para todos os contactantes/familiares.

V&V: O que já foi providenciado para proteção e auxílio aos profissionais da saúde?

ERIK TAVARES: Uso de EPIs, atualização e orientação em saúde, fiscalização do local de trabalho, atividade de educação permanente relacionado a temática da COVID-19, identificação precoce, estratificação do risco, vacinação para todos os profissionais da rede pública e privada que está em andamento e acompanhamento de todos os profissionais suspeitos da Covid-19.

V&V: Existe um sistema de atendimento psicológico por telefone para servidores que estão na linha de frente do combate ao novo coronavírus e para população em geral?

ERIK TAVARES: Devido o momento da pandemia, compreendemos que o isolamento social se tornou um comportamento crescente a população. Diante deste atenuante as questões psíquicas se tornaram mais acentuadas. O equipamento CAPS traçou estratégias afim de minimizar esses embates. O serviço realizou estrategicamente consultas com hora marcada, o Conecta Saúde Mental conta com a disponibilização de atendimentos via telefone, aumentando assim, a quantidade de acolhimento e triagem no serviço, e as visitas às famílias atendidas na unidade. Criado um elo junto a essas pessoas em sofrimento mental.

V&V: Os casos confirmados do novo coronavírus em Gravata está em ordem crescente lenta ou rápida? E quais as providências que já foram tomadas para conter esse avanço?

ERIK TAVARES: Os casos encontram-se em ascensão rápida, em especial os casos graves, tornando-se ainda mais preocupante. E estamos realizando ações de educação em saúde na feira livre, fiscalização diária do Decreto Estadual por parte Vigilância Sanitária, Guarda Municipal e Polícia Militar, vacinação de acordo com o plano de vacinação municipal/estudal, entrega de máscaras, utilização das redes sociais como método de informação a população. Criamos o Comitê de combate a Covid-19, em articulação entre a Rede de Atenção a Saúde para detecção precoce dos casos, criação do Disk Covid-19 e ampliamos a desburocratização da testagem (em média 1000 testes por mês).

Agendamento para vacinação contra a Covid-19 através do aplicativo CONECTA GRAVATÁ

Máscara de pano – Será que a sua ainda protege? Faça o teste do sopro.


Publicidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *