Gente

Entrevista com Jackeline Lima – A mulher, esposa, mãe, amiga, maquiadora profissional e digital influencer

Jackeline Lima

A categoria Gente do blog valeriaevoce, vai sempre estar conversando com pessoas que tem o seu próprio caminhar, que trava suas batalhas e que sabe com clareza sobre aquilo que vive. Não cabe a nenhum de nós julgar ou falar do pouco que sabemos da vida do outro. É preciso que todos compreendam e respeitem a história de cada um.

Essa semana o bate-papo do blog foi com a Maquiadora Profissional e Influencer Digital, Jackeline Lima, que tem um enorme coração e a vida como lição, que deixou claro que: “Todos os obstáculos que enfrentei e que enfrento, me ajudam a conquistar meus objetivos. Não sou de ficar parada na zona de conforto e deixar a vida passar, eu sou daquelas que vai junto”.

V&V: Nome:

Jackeline Lima: Jackeline de Lima Verçosa.

V&V: Local e data de nascimento:

Jackeline Lima: Gravatá, dia 09 de novembro de 1982.

V&V: Mãe, Pai e irmãos:

Jackeline Lima: Josinalva de Lima Verçosa e José Miguel Verçosa Sobrinho. E um casal de irmãos que são meus braços direitos,Jadson de Lima Verçosa e Jacileide de Lima Verçosa.

V&V: Como foi sua infância?

Jackeline Lima: Eu praticamente não tive infância, como soi a filha mais velha, cuidei dos meus irmãos para minha mãe trabalhar. E apesar da responsabilidade, tive uma infância tranquila. Eu não era de brincar com outras crianças, eu queria era brincar com minhas tias e primas. O que nem sempre era possível, porque como eu era menor, elas me deixavam fora das brincadeiras.

V&V: Como foi sua fase escolar?

Jackeline Lima: Os primeiros anos de aprendizagem foi na Escola Talentos (antiga Pingo de Gente), depois com Tia Lupinha. E da 1ª série em diante estudei na Escola Estadual Devaldo Borges. O meu tempo de formação escolar também foi de formação social, e aprendi muita coisa através da vivência e da interação da escola e do trabalho.

“Porque eu comecei a trabalhar desde muito cedo no comércio de Gravatá. E apesar de ter acabo de entrar na adolescência, eu já queria ter dinheiro para comprar minhas coisas e ajudar minha mãe que trabalhava no comércio local e meu pai que trabalhava como motorista da prefeitura”.

“Como comecei cedo a ter e a assumir compromissos e responsabilidades por ficar em casa só e cuidar dos meus irmãos, conquistei muito cedo uma Carteira de Trabalho assinada. O que por um lado me proporcionou ganhos e aprendizados em termos de competências e reponsabilidades. E por outro me fez ter uma jornada profissional estabelecida com direitos e deveres, que me ensinou a ter limites, socializar e amadurecer de forma precoce ”.

V&V: Quando começou a trabalhar tinha quantos anos e qual foi seu primeiro emprego?

Jackeline Lima: Eu comecei a trabalhar aos 13 anos. O meu primeiro emprego foi no comércio de Gravatá, numa loja de decoração de festas. E esse primeiro emprego me ajudou muito a desenvolver a criatividade e a habilidade para atender, ouvir, criar, pintar, restaurar, satisfazer e encantar as pessoas.

V&V: E sobre as suas experiências profissionais:

Jackeline Lima: Tenho, também tive outros empregos. Mas o trabalho que mais me ensinou foi o da loja Boticário. Porque foi trabalhando lá, que descobri a minha capacidade de me permitir testar. Hoje em dia existem muitos cursos de maquiagem, mas a anos atrás, a gente tinha que se virar (kkkkkkkkkkkkkkkkk)”.

“Foi fazendo maquiagem nas clientes do Boticário, vendendo os produtos e melhorando minhas makes. E de repente, num sábado, eu recebi o convite de uma cliente para fazer a sua maquiagem, e depois outra, e outra sempre depois que saía do Boticário. E eu vi a oportunidade de ganhar um dinheiro extra, para comprar o terreno para construir minha casa para me casar. E apesar do meu tempo ser muito limitado. Porque eu só tinha livre a noite após sair da loja, eu comecei a fazer makes de porta em porta”.

“Mas deu certo! E aquela Jacke que mal sabia fazer maquiagem quando começou a trabalhar no Boticário, passou a se identificar e amar fazer maquiagens, mas eu era insegura em focar meu trabalho só fazendo maquiagens, porque naquele tempo não se fazia tantas como atualmente”.

“Até o dia em que fui demitida com a seguinte justificativa: Nós tínhamos que escolher entre você e fulana de tal, e a gente decidiu ficar com fulana. O que foi uma decepção pra mim, devido ao tempo que eu já trabalhava lá“

“Nessa época eu já vinha fortalecendo e aprimorando minhas maquiagens, sendo conhecida profissional como uma boa maquiadora e caminhando para uma vida de mulher casada com filhos. (kkkkkkkkkkkkkk) Porque eu já pensava em mim casada e com filhos. Mas primeiro tinha que ter um emprego e minha independência financeira’.

“Então continuei meus estudos, me virei com outros trabalhos e fui fazendo maquiagens e ganhando extras. E fui driblando os desafios do dia a dia, aprendendo a tomar decisões, a adquirindo responsabilidades, ética, respeito e maturidade”.

V&V: Quer dizer que sua fase adolescente foi trabalhando? Mas você não curtiu nada da adolescência?

Jackeline Lima: Foi, minha adolescência foi de ralação escolar e profissional, (kkkkkkkkkkkkk). Maa aproveitei também. Pouco, mais aproveitei. Porque na minha adolescência eu já sabia o que queria. Então me privei de certas coisas para alcançar sonhos e objetivos, ou seja, eu já tinha escolhido meu caminho de vida e precisava colaborar para que eles se tornassem realidade. Obviamente, me limitar em muita coisa que adolescente gosta, precisei seguir regras sociais e focar nos meus interesses, que foi a base de todos os passos.

“Mais como sempre fui muito família, a minha adolescência também ao lado dela, com muita conversa, comida, brincadeiras, risadas, passeios e viagens curtas”.

V&V: Quando começou a fazer maquiagem no Boticário qual curso fez?

Jackeline Lima: Nenhum. Quando comecei a fazer maquiagem, era cada um por si. Como tínhamos os acessórios e vários itens para fazer maquiagens e desenvolver a habilidade, o negócio era praticar. E como eu anteriormente tinha trabalhado numa loja de decoração, onde fazia misturas de cores e texturas, comecei a praticar. É igual? Não, totalmente diferente. Mas foi como fui aprendendo e desenvolvendo meu lado maquiadora.

V&V: E depois?

Jackeline Lima: Depois foi ficando mais fácil. Eu comecei a ler, a ver, e a me entusiasmar com a maquiagem, e deixava a imaginação me guiar, através dos wokshops e documentários que assistia no youtube e ia me atualizando.

“Com essas atualizações, descobri que existem tantas formas de se maquiar e cada uma delas serve para algo específico, como festas, dia a dia, entre outros. E em todas elas, a maquiagem é uma aliada da nossa autoestima. E como eu já produzia e a arrumava clientes, elas me indicavam, e a maquiagem passou a ser o centro do meu universo”.

“A partir do momento que foquei na maquiagem, os horizontes se abriram, e através dele conquistei minha liberdade profissional e financeira, e passei a investir cada vez mais em mim”.

“E teve desafios? Sim, e muitos. Até hoje tem. Mas o olhar muda. Porque eu me dei a oportunidade de conhecer habilidades técnicas, melhorar meu portfólio e ganhar credibilidade no mercado”.

“E com o passar do tempo, fui tendo e tenho o meu próprio espaço e desfruto de um negócio lucrativo, prazeroso e com total flexibilidade. Eu trabalho com meus sonhos e com os sonhos dos clientes”.

“Eu amo maquiagem. E sei que é possível viver e conquistar meus objetivos trabalhando com o que gostamos. Sempre estou me atualizando e aperfeiçoando e além das makes, digamos, cotidianas, faço maquiagem profissional para casamentos, formaturas, baile de debutantes”.

“Atualmente não preciso estar me deslocando, tenho a comodidade de proporcionar e me proporcionar o atendimento do cliente no meu ateliê, o Atelie Jackeline Lima, e posso oferecer também cursos e wokshops sempre que necessário”.

“Tenho tempo para me dedicar ao que realmente é importante pra mim. Consigo encaixar na minha rotina o tempo para família, o lazer e as atividades domésticas para manter minha casa em ordem. E ainda me dedicar a maquiagens em pele maduras, que é a área que eu sou apaixonada”.

V&V: Como você se atualiza?

Jackeline Lima: Assisto vídeos no youtube e pesquiso no Instagram as tendências e moda no mundo da maquiagem. Sempre estou por dentro das novidades, pois cada item de maquiagem tem sua tendência e cor do momento.

V&V: Como é estar presente em momentos únicos e decisivos dos clientes

Jackeline Lima: Ao mesmo tempo que me sinto feliz e grata por participar daquele momento, eu também me sinto com uma carga muito pesada de que não posso decepcionar a expectativa do cliente, porque todo cliente cria suas expectativas. Então antes de começar a maquiar, eu converso com a cliente antes do dia da realização da maquiagem, porque ela está mais tranquila para me fazer entender suas vontades e desejos, para que no dia D, eu consiga minuciosamente suprir suas expectativas para ela ficar como sonhou.

V&V: Agora deixando a maquiagem um pouquinho de lado, que história é essa que Jackeline é Digital Influencer?

Jackeline Lima: Mulher, isso aconteceu. Como a minha cabeça é uma máquina que trabalha 24h por dia. Desde que eu trabalhei no Boticário, que eu fazia vídeos quando ainda não existia Instagram. Então eu me diferenciava com os vídeos para conquistar meu espaço. E para vender os produtos, além de ensinar as pessoas a usarem, eu indicava produtos. E aí foi acontecendo, eu comecei a ter visibilidade, e outras lojas acharam interessante e começaram me mandar ‘recebidinhos” para eu ir usando e divulgando. E graças a Deus eu tenho um leque de seguidores e muitos são proprietários de lojas. E o que me deixa muito feliz é que um indica ao outro o meu trabalho.

V&V: Como funciona sua carreira de Digital Influencer?

Jackeline Lima: Com tudo organizado numa agenda de segunda a sexta, que é quando faço minhas visitas aos parceiros e postagens. Porque a prioridade continua sendo as maquiagens, então durante a semana dá pra encaixar. Eu também conto com uma equipe de amigos (minha tia, minha irmã, meu amigo-irmão Edson), que me ajudam com opiniões e dicas.

“Já os sábados e domingos são dias exclusivos para trabalhar a autoestima, valorizar os traços e expressões da pele das mulheres através da maquiagem. Que é o que amo fazer!

V&V: E antes de casar?

Jackeline Lima: Antes de casar, e quando ainda trabalhava na loja de festa, eu e o meu noivo tinha o desejo de construir nossa casa antes de casar. Foi uma época de muitas renúncias, mas renúncias conscientes, que foram o caminho para atingir nossos objetivos.

“Eu lembro que na época tinha o pastel da Gulla’s, que todo domingo após a missa era o preferido da cidade. E eu e meu noivo íamos a missa, e gostávamos de comer pastel. Só que na época da construção da nossa casa, nós fazíamos a conta de quanto dava os dois pastéis com refrigerante, e faltava pouco para comprar com o mesmo dinheiro um saco de cimento. Aí, não íamos comer o pastel para guardar o dinheiro para comprar um saco de cimento”.


Jackeline, Júlia, João Pedro e o maridão Josenildo

V&V: Casamento:

Jackeline Lima: Me casei com 22 anos, e sou muito bem casada com Josenildo, que me deu diamantes raros e únicos, meus filhos Júlia e João Pedro, que são uma bênção.

V&V: Coisas que o casamento ensinou:

Jackeline Lima: Companheirismo, cumplicidade, Amadurecimento e parceria para buscar juntos o nosso melhor.

V&V: Programa em família:

Jackeline Lima: Encontro na mesa da cozinha da casa dos meus avós pra rir, falar da gente, lembrar dos bons momentos em família ecomer juntos. O que infelizmente não está sendo possível devido a pandemia do coronavírus.

“E eu sinto falta desses encontros aos domingos, aniversários e feriados que proporcionam crescimento saudável, reconhecimento, respeito um pelo outro, brincadeiras e recordações maravilhosas que ficam registradas na memória e no coração”.

V&V: Programa de fim de semana?

Jackeline Lima: Sítio.

V&V: Deus:

Jackeline Lima: Acima de tudo e de todos.

V&V: Família:

Jackeline Lima: Presente de Deus.Quero ter sempre ao meu lado, por ter certeza que me querem bem e que querem o meu bem. E que eu sei que não estão com segundas intenções.

V&V: Amigos:

Jackeline Lima: Poucos.Amigos são pessoas muito especiais, de sentimentos verdadeiros e com os quais posso sempre. Os meus amigos é a minha tia, o meu cunhado, a minha irmã, meu irmão, Edson Gomes (fotográfo) que é um amigo-irmão e filho pra mim e Carol (Stúdio de Beleza Cíllia).

V&V: Natureza:

Jackeline Lima: Tranquilidade.

V&V: Mania:

Jackeline Lima: Organização.

V&V: Vício:

Jackeline Lima: Café.

V&V: Alegria:

Jackeline Lima: Essencial.

V&V: Saúde:

Jackeline Lima: Necessária.

V&V: Sabedoria:

Jackeline Lima: Peço todos os dias.

V&V: Erros:

Jackeline Lima: Sempre, difícil viver sem eles.

“Se você pode sonhar, você pode realizar mesmo quando erra.A forma de como a gente encara os erros e essas experiências é que fazem a grande diferença para não nos abater e continuar perseguindo os nossos sonhos. E é essa a atitude que sempre tive e quero ter por toda vida”, diz Jackeline Lima.

V&V: Orgulho de si mesma:

Jackeline Lima: Ser alguém de bom coração que ensina e transmite a seus filhos lições verdadeiras de um mundo real, e que pensa e gosta de ajudar o outro.

V&V: Conquistas:

Jackeline Lima: Muitas a realizar.

V&V: Desafios:

Jackeline Lima: Amo.

V&V: Perdão:

Jackeline Lima: Difícil.

V&V: Falsidade:

Jackeline Lima: Detesto.

V&V: Liberdade:

Jackeline Lima: Melhor coisa do mundo.

V&V: Verdade:

Jackeline Lima: Sempre.

V&V: Mentira:

Jackeline Lima: Detesto

V&V: Inveja:

 Jackeline Lima: Longe de mim.

V&V: Viagem inesquecível:

Jackeline Lima: Pra Curitiba.

V&V: Amor:

Jackeline Lima: A coisa mais linda do mundo.

V&V: Paz:

Jackeline Lima: Desejo de todos nós.

V&V: Educação:

Jackeline Lima: Primordial.

V&V: Sonho:

Jackeline Lima: Tem que sempre existir.

V&V: Comida:

Jackeline Lima: Cuscuz.

V&V: Bebida:

Jackeline Lima: Café.

V&V: Sobremesa

Jackeline Lima: Brigadeiro.

V&V: Fruta:

Jackeline Lima: Banana.

V&V: Cor

Jackeline Lima: Todas.

V&V: Perfume:

Jackeline Lima: Uso pouco.

V&V: Animal:

Jackeline Lima: Infelizmente não tenho tempo pra cuidar como gostaria. Então não tenho.

V&V: Acessórios:

Jackeline Lima: Não vivo sem.

V&V: Roupa:

Jackeline Lima: Leve

V&V: Estação do ano:

Jackeline Lima: Inverno. Acho chique!

V&V: O que te faz rir?

Jackeline Lima: Uma conversa boa e as presepadas dos meus filhos.

V&V:  Regra de vida:

Jackeline Lima: Levantar da cama e não reclamar, e sim agradecer a Deus pelo presente de estar viva.

V&V: Três coisas importantes na vida:

Jackeline Lima: Minha família, meu trabalho e minha fé.

V&V: Data importante e por quê:

Jackeline Lima: 04/06/2006, meu casamento.

V&V: Ponto forte:

Jackeline Lima: Sou guerreira e determinada, principalmente se for desafiada.

V&V: Ponto a ser trabalhado:

Jackeline Lima: A falta de comoção diante certas situações onde as pessoas se fazem de coitadas.  Ou seja, com pessoas que sabem do risco de determinadas situações, e mesmo assim, se arriscam a fazê-las. E por que trabalhar? Porque ainda tem aquelas pessoas que ainda fazem realmente por ingenuidade.

V&V: Consumista?

Jackeline Lima: Não me acho. Sou consciente.

V&V: É vaidosa?

Jackeline Lima: Muito. Ser vaidosa é ter saúde, é andar arrumada, é se maquiar, é cuidar do cabelo, é estar bem e se sentir bem.

V&V: Ser elegante e chique é:

Jackeline Lima: Ser você mesma sem querer aparecer mais que ninguém.

V&V: O que mais valoriza numa amizade?

Jackeline Lima: A sinceridade, o respeito e a abertura para conversar.

V&V: Ator:

Jackeline Lima: Denzel Washington.

V&V: Atriz:

Jackeline Lima: Giovanna Antonelli.

V&V: Cantor:

Jackeline Lima: Gustavo Lima.

V&V: Cantora:

Jackeline Lima: Marília Mendonça.

V&V: Homem público:

Jackeline Lima: O Papa.

V&V: Mulher pública:

Jackeline Lima: Maria da Penha, pela força que ela deu para as mulheres agredidas pelos companheiros.

V&V: Mestre:

Jackeline Lima: D. Josinalva, minha mãe.

V&V: Personalidade Pernambucana:

Jackeline Lima: Alceu Valença.

V&V: Praia ou campo?

Jackeline Lima: Campo.

V&V: Dia ou noite?

Jackeline Lima: Dia.

V&V: O que te faz bem?

Jackeline Lima: Estar em paz comigo mesma, sem preocupações ou problemas do mundo exterior. Uma roupa leve, uma make básica e acessórios. kkkkkkkkkkkkkkkk

V&V: Quando você vê pessoas com isso, já tem certeza que ela tem bom gosto:

Jackeline Lima: Com certos acessórios.

V&V: O que mais gosta de ganhar?

Jackeline Lima: Quando me dão cartas escritas a mão, com as palavras da pessoa que falam dos seus sentimentos em relação a mim.

V&V:  O que gosta de dá as pessoas?

Jackeline Lima: Algo que quando vejo é a cara dela, então eu compro.

V&V: Sonho de consumo:

Jackeline Lima: Atualizar a decoração da minha casa e trocar meu carro.

V&V: Supérfluo indispensável:

Jackeline Lima: Maquiagem.

V&V: Melhor festa do ano?

Jackeline Lima: São João.

V&V: Programa de televisão?

Jackeline Lima: Documentário.

V&V: Tímida ou extrovertida?

Jackeline Lima: Um pouquinho de cada.

V&V: Barzinho ou balada?

Jackeline Lima: Balada no sítio.

V&V: Apresentação inesquecível:

Jackeline Lima: Todas dos meus filhos.

V&V: Programa de um feriado no meio da semana:

Jackeline Lima: Almoçar com a família.

V&V: Que palavra melhor lhe define?

Jackeline Lima: Persistência.

V&V: Um filme inesquecível:

Jackeline Lima: O livro de Eli.

V&V: Gênero de música que gosta:

Jackeline Lima: Gosto de muitas, mas na maioria das vezes, depende da fase que tô vivendo.

V&V: Compras:

Jackeline Lima: Gosto de fazer as conscientes.

V&V: Quem éJackeline Lima por ela mesma:

Jackeline Lima: Uma pessoa trabalhadora, determinada e incansável na busca do melhor pra si, pra família e para os poucos amigos. Que não gosta de ser desafiada, que gosta de fazer as coisas corretas sem prejudicar ninguém. Gosto de ver todos bem, e agradeço a Deus todos os dias pelo que tem.

“Que tem a mania de pegar o problema dos outros e carregar como se fossem seus. Sou emotiva, choro muito com histórias que me tocam”.

“Especialmente hoje, já chorei muito e estou muito bem. Meu pai fez uma cirurgia, e essa cirurgia foi o que eu e meu pai precisava para selar nosso vínculo familiar, respeito e amor. Que há algum tempo estavam abalados devido sua ausência em momentos muito importantes pra mim”.

“E graças a Deus e a maturidade conquistada, abracei o meu pai e desejei o melhor pra ele antes, durante e depois da cirurgia. E afirmei que ele sempre vai me ter ao seu lado. E isso foi libertador, superei a mágoa que carreguei durante anos”.

Jackeline Lima

Contato para agendamentos e parcerias

@jackelinemake (pessoal )

@atelie_jacke (profissional )

Tel.: 81.99305-2591


Publicidade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *